Amor de gente grande…
17 de agosto de 2016
Não julguem
29 de setembro de 2016

Cure as feridas de um casamento acabado

A quebra de um casamento é sempre algo traumático. O efeito cascata espalha por todas as direções atingindo outros membros da família e amigos que ficam na retaguarda e desesperados. No centro está o relacionamento entre marido e mulher. Se eles puderem resolver os problemas, então há uma forte tendência de que outros poderão lidar com a situação de maneira positiva.

Para os pais separados que querem resolver um relacionamento difícil com seus ex-cônjuges, considerem estas sugestões:

  • Não use seus filhos como espiões, meios de manipulação, ou mensageiros de questões negativas. Isto é cruel para eles e apenas intensificam os atritos e desarmonia. O interesse das crianças deve ser a coisa mais importante na mente de ambos os pais.
  • Se acordos legais foram feitos, e quebrados, use os canais corretos para corrigir a situação. Raramente ex-cônjuges discutem coisas racionalmente e chegam a soluções consensuais em questões legais, particularmente quando uma situação adversa existe entre eles. Negocie através de meios legais onde as mudanças nos documentos originais podem ser providenciadas por um advogado.
  • Use um mediador se houver discordância entre ambos. Um pastor, um conselheiro cristão, ou um presbítero podem fazer o papel de mediador.
  • Frequentemente lembre seus filhos de que o divórcio não foi culpa deles (crianças). As crianças precisam ser encorajadas a falar dos seus sentimentos especialmente nos meses seguintes ao rompimento do casal e quebra da família. Uma questão comum entre as crianças é a crença de que eles causaram o divórcio por causa do comportamento deles, atitudes ou defeitos.
  • Aprenda a perdoar. Aí está o maior poder de cura, especialmente em situações onde existe discórdia, dissensão e inimizade. Cultivar ira e amargura contribui muito mais para destruir a sua vida do que para remediar os erros que lhe foram causados.
  • Aceite seja qual for a sua responsabilidade na quebra do casamento. Refletir sobre seus defeitos pode ajudá-lo (a) a curar-se para que no futuro você possa ter relacionamentos mais saudáveis.
  • Viva um dia de cada vez. Você não pode mudar seu ex-cônjuge, mas você pode mudar a si mesmo (a), ou assumir responsabilidade pela sua própria atitude. Perceba que sua maior esperança é saber que você tem um Deus bondoso, amoroso e misericordioso que está sempre ao seu lado e lhe oferecerá a Sua Presença para sempre.
  • Lembre-se que um aconselhamento cristão profissional pode ser aconselhável nos estágios iniciais do divórcio. Parte desse aconselhamento deve focalizar nas ferramentas específicas para lidar com o ex-cônjuge.
  • Frequente workshops, seminários, ou leia materiais sobre autoimagem positiva. Procurar discernir com sabedoria onde estão os lugares apropriados para buscar amor, companheirismo e auto aceitação é de fundamental importância.

 

Dra. Bobbie Reed é escritora americana autora de vários livros sobre família.

Comentários

Produzido por: SdMídia.com.br