Incontinência urinária e a cirurgia de próstata

Incontinência urinária e a cirurgia de próstata

- em Coisas de Homem
664
0

A Incontinência Urinária, ou a perda involuntária de urina, é uma disfunção miccional que afeta 1 em cada 25 pessoas no Brasil de acordo com dados da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU). Conhecida como um dos grandes problemas da geriatria, ela representa uma das principais moléstias urológicas que acometem a população acima de 60 anos.

Apesar de afetar com mais frequência as mulheres, os homens também podem apresentar esta doença, que, diferente do que muitos pensam, não é uma consequência normal do envelhecimento. Nos sexo masculino, a Incontinência Urinária está relacionada, principalmente, a cirurgias na uretra e próstata. Segundo a SBU, cerca de 8% dos homens que passam por alguma cirurgia da próstata vivenciam por algum período a incontinência.

“Sabendo que a Incontinência Urinária em homens pode estar associada ao câncer de próstata – tipo mais diagnosticado de câncer em homens no mundo, é muito importante motivá-los a falar mais sobre o problema, conhecer as causas e os tratamentos e procurar um urologista”, alerta a Dra. Miriam Dambros, urologista da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

O Câncer de Próstata pode ser considerado um tabu da área da saúde que já foi quebrado, mas sobre a Incontinência Urinária, segundo os especialistas, ainda há muito a ser discutido.

A doença afeta principalmente a qualidade de vida, fazendo com que muitos pacientes se isolem com medo de que ocorra alguma perda de urina durante suas atividades diárias ou pela falta de um banheiro disponível. “Imagine um homem tendo que recusar um futebol com os amigos, uma viagem ou evitar relações sexuais por medo de passar por alguma situação constrangedora que envolva a perda de urina”, ilustra o Dr. Fernando Almeida, professor de urologia e médico responsável pelo setor de Disfunções Miccionais da Unifesp.

Os tratamentos atuais permitem que em média de 70% a 80% dos portadores obtenham melhora dos sintomas de Incontinência Urinária, portanto, não é mais necessário conviver com os sintomas que a doença impõe, basta procurar um urologista.

No início deste ano, a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovou o uso do BOTOX® (Toxina Botulínica Tipo A) para o tratamento da Incontinência Urinária causada pela Síndrome da Bexiga Hiperativa. Aplicado diretamente na bexiga, o BOTOX® causa o relaxamento temporário do músculo, impedindo contrações involuntárias que podem causar a perda de urina. “O principal beneficio desta nova alternativa é que ela não apresenta os efeitos colaterais dos medicamentos orais ou os riscos das cirurgias e proporciona uma melhora acentuada na qualidade de vida dos pacientes”, ressalta o Dr. Fernando.

Informações na web

Com o objetivo de difundir informações sobre a Incontinência Urinária e outros problemas urinários, a disciplina de Urologia da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), com o apoio do laboratório farmacêutico Allergan. www.disfuncaomiccional.MED.br

O site aborda informações sobre as disfunções miccionais, como incontinência urinária, bexiga hiperativa, cistites, infecções urinárias, entre outras, em mulheres, homens, idosos e crianças. Além disso, possui um canal especial aos portadores de esclerose múltipla, Parkinson e vítimas de lesão medular, pacientes com maior risco de desenvolver problemas urinários.

Enviado por: Laboratório Farmacêutico Alergan

Sobre o autor

Posts Relacionados

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar de ler

Seu sono, sua saúde

Dormir na companhia de bilhões de ácaros é