Engenharia de Telecomunicações
4 de janeiro de 2019
Existe um romance perfeito?
9 de janeiro de 2019

Desarme-se

Voltamos a falar sobre a posse de armas. Todos estão opinando quer sejam a favor ou contra. E em ambos os casos o que se menciona é o combate a violência.

Será que esta atitude é suficiente ara que a paz se estabeleça? Será que não há uma outra maneira pela qual estamos armados que é tão mais perigosa do que um revólver, espingarda, fuzil ou metralhadora?

Creio que antes de entregarmos qualquer arma de fogo é necessário desfazer-se de um espírito armado, que leva as pessoas a estarem sempre prontas a reagir, revidar, vingar.

Essa arma é muito pior, porque está escondida dentro das pessoas, não é visível, a não ser quando se manifesta através de atitudes em que nada colabora para a paz ; seja na família, igreja ou sociedade em geral.

Aquele que vive com o espírito armado tem muita dificuldade de rever suas posições, mudar de opinião, lidar com ideias contrárias a dele; visto que está sempre na defensiva.

Para tudo um argumento, até para seus pecados. Não admite seus erros porque tem dificuldades de ouvir, e o pior é quando não ouve nem o que o Espírito Santo de Deus lhe diz, principalmente quando essa voz o incomoda trazendo-lhe desconforto interior.

Quem tem o espírito armado desconfia sempre, não acredita na honestidade dos outros, muito menos na franqueza, tem medo de receber ajuda, resiste a tudo e a todos.

Um dos grandes prejuízos que o espírito armado causa a Igreja é que aquele que o alimenta não tem apego as pessoas, vive isolado no seu mundo, não aprofunda relacionamentos, a não ser com aqueles que podem manipular e impor seus pontos de vista.

Geralmente tem medo que a convivência com opostos possa confrontá-los consigo mesmo e isto o assusta e o incomoda demais. Acha que o melhor é fugir, se alienar, resistir enquanto for possível. Vive como se um combate contra ele fosse acontecer a qualquer momento.

O que a Bíblia ensina é que estas atitudes também nos afastam de Deus, impedem que Ele trabalhe e molde nossas vidas e nos afastam dos propósitos que Ele tem para cada um de nós.

O Salmista diz que: “O Senhor está perto dos que tem o coração quebrantado (desarmado) e salva os de espírito abatido (não resistente”).

Somente assim é que Deus pode fazer os ajustes necessários para que possamos focar nossas vidas na direção dos propósitos Dele e não na consecução de nossos próprios planos.

Desarme-se e a recompensa será muito maior do que você imagina: Uma vida inteiramente livre para experimentar a paz interior que só Deus pode proporcionar.

Desarme-se para que Deus possa trabalhar em você moldando-o à imagem do Filho, nosso Senhor Jesus Cristo.

Valdo de Oliveira – Pastor e Pós Graduado em Terapia Familiar, amigo e colaborador do Cada Dia.

Comentários