Neurociência: rota alternativa
21 de junho de 2018
Revistas femininas e reportagens sobre sexo. São reais?
28 de junho de 2018

A estrada da vida

A vida é semelhante uma estrada.

Na estrada da vida, olhemos ao derredor e observemos, mesmo sem nos determos que ela é pontilhada de coisas que podem e devem ser observadas.

Se a percorrermos depressa demais, correremos o risco de não chegar ao destino, vítimas de algum acidente de percurso. e devido aos nossos atos apressados e impensados até mesmo e sem termos tido a oportunidade de observar as belas paisagens. Sem observar e portanto sem aprender.

Se andarmos muito devagar podemos desanimar no meio do caminho, permanecendo estacionados à espera de alguém que venha nos alcançar ou mesmo descer para auxiliar nossa ascensão.

Ao imprimirmos um ritmo que seja condizente com as nossas capacidades de locomoção,
respeitando nossos limites e procurando sempre superá-los, penso que consigamos chegar ao topo sem cansaço, e gratificados pela vitória.

Portanto, na estrada de nossas vidas, sejamos equilibrados: aquele que sempre caminha para a frente, não se detendo a cada obstáculo, ou querendo superá-lo além de suas forças,
chegará, com certeza, ao topo com mais tranqüilidade e em paz consigo mesmo e com a vida.

Lembre-se: somos todos Vencedores!

Comentários