Olha para cima!
13 de junho de 2018
Aposentado, trabalhando, vivo e ativo
20 de junho de 2018

Meu filho gagueja

Pensa-se que, normalmente, 20% das crianças gaguejam em determinados momentos da sua vida. A maioria das crianças ultrapassa a fase da gagueira e tornam-se oradores perfeitamente fluentes.

No entanto, para 1% das crianças, a gagueira torna-se um mal crônico. Se o seu filho mostra sinais deste tipo durante mais de um mês, você deve procurar o aconselhamento de um terapeuta da fala. Quanto mais tempo esperar, mais difícil será eliminar a gagueira com sucesso.

É importante evitar que o seu filho fique mais consciente do problema do que já é. Você deve procurar primeiro aconselhar-se junto de um terapeuta da fala sem a presença do seu filho. O terapeuta da fala vai querer encontrar-se pessoalmente com a criança para uma avaliação direta dos problemas que afetam a sua fala. Este encontro será informal para evitar causar ansiedade na criança.

A terapia não é, normalmente, aplicada pelo próprio terapeuta, mas pelos pais. Pequenas alterações no modo dos pais falarem e no comportamento da criança aumentarão sua confiança e a sua capacidade em falar fluentemente. O terapeuta da fala discutirá os melhores métodos para atingir este objetivo.

Sugestões

A gagueira do seu filho não é culpa sua. No entanto, você pode contribuir de modo significativo para ajudar a diminuir e/ou eliminar a gagueira, alterando ligeiramente o modo como fala e se comunica com o seu filho e aumentando a autoestima da criança.

1 – Deve-se evitar guardar silêncio sobre o assunto. Quando uma criança gagueja, os pais e outros familiares ficam muitas vezes envergonhados e fingem que a gagueira não existe. A criança sente-se impotente e sozinha com a sua gagueira. Tal condição só piora a situação. Assim, deve-se tentar falar com a criança sobre a sua gagueira. Tente não mostrar ansiedade. Deve-se falar sobre a gagueira casualmente, como se fosse uma situação normal, para evitar dar demasiada importância ao assunto.

2 – Quando falar com a criança evite palavras como gagueira ou gaguejar, PF ou patologia da fala. Uma criança não compreende o significado destas palavras e considera-as assustadoras. A consciência da criança para esta disfunção da fala torna-se ainda desnecessariamente maior. Assim, devem-se usar palavras que façam parte do vocabulário da criança. Por exemplo, diga engasgar.

3 – Não diga à criança para falar devagar ou para falar com calma ou para respirar fundo. Se o fizer, a criança perde confiança na sua capacidade de falar e a gagueira aumenta. Você próprio deve falar lentamente, de modo despreocupado. A criança tende a imitar os pais e falará mais devagar imitando o seu modo de falar. Use frases curtas que uma criança possa compreender facilmente.

4 – Se a criança lhe fizer uma pergunta, aguarde alguns segundos antes de responder. Mais uma vez, a criança irá imitá-lo e demorar o tempo que for necessário quando falar.

5 – Quando a criança falar com você olhe diretamente para ela e dê-lhe toda a sua atenção. Normalmente, a gagueira aumenta quando a criança tem a impressão que não está a ser ouvida. Use expressões faciais para mostrar ao seu filho que você está ouvindo e que está recebendo a mensagem.

6 – Mantenha contato direto nos olhos da criança, mesmo quando ela gaguejar.

7 – Seja paciente. Não mostre a sua desaprovação ou preocupação com a gagueira. Mostre à criança que a aceita tal como ela é.

8 – Não interrompa a criança quando ela falar. A criança fica menos tensa e falará melhor se não for interrompida. Certifique-se que todos os membros da família falam um de cada vez.

9 – Uma criança não gosta de se sentir pressionada com perguntas. Isto é especialmente verdade em crianças com problemas de gagueira. Evite fazer perguntas e deixe o seu filho falar sobre o que quiser.

10 – Elogie o seu filho sempre que ele fizer alguma coisa bem. Isto aumenta a autoestima da criança.

http://www.gagueira.info/index.html
Comentários