Câncer – Mitos e boatos
10 de outubro de 2018
Publicidade e Propaganda
17 de outubro de 2018

Problemas do Casal

Young couple mad at each other in their home

Todos nós idealizamos dentro de nós o perfil da pessoa com quem queremos nos casar e viver se possível, até que a morte nos separe (quem nunca ouviu falar daquela expressão entre as mulheres: meu príncipe encantado, o homem perfeito?).

Muitas vezes, ao iniciarmos um relacionamento com alguém, apesar de não aceitarmos a pessoa como ela é, vivemos querendo que ela corresponda às nossas expectativas, que ela seja aquela pessoa pensada, sonhada, idealizada por longos anos enquanto aguardávamos ansiosos, a sua chegada em nossa vida.

Quantos casamentos são desfeitos porque os parceiros não se aceitam como são?

Vou citar um exemplo comum do que vejo sempre em meu consultório: várias mulheres chegam a mim dizendo estarem espantadas com o comportamento dos seus maridos. Invariavelmente elas dizem: mas ele não era assim antes de se casar… Por que foi que ele mudou?

Será que os maridos mudaram mesmo?

Ou será que só agora elas estão vendo claramente quem são esses homens com quem se casaram?

O mesmo vale para os homens que muitas vezes se perguntam: Por onde andará aquela garota maravilhosa pela qual eu me apaixonei? Será que ela existe mesmo ou foi fruto da minha imaginação? Acho que ela me iludiu…

Veja um exemplo interessante de como as pessoas não conseguem aceitar-se com são realmente:

Uma senhora vem ao meu consultório reclamando que seu marido era alcoólatra, que não suportava a convivência com ele, que ele não era assim antes, etc.

Ao longo da sessão, ela mesma percebeu que sempre negou o alcoolismo do marido enquanto namoravam, com mil desculpas e explicações para o fato de que ele chegava alcoolizado para namorar. Um dia foi porque foi demitido uma boa razão para embriagar-se, será? Outro dia ele estava alcoolizado porque brigara com a mãe tadinho dele bebeu por estar sofrendo demais.

Outro dia porque era uma festa de arromba e que mal há em beber numa festa de amigos? E por aí foi. Sempre justificando o estado embriagado dele, mas NUNCA aceitando o fato de que ele era mesmo um alcoólatra e que se embriagava quase que todos os dias e que este era o seu verdadeiro e futuro marido!

Não é interessante como as pessoas têm dificuldade para aceitar os defeitos dos outros?

Quem não conhece ou já ouviu aquela célebre frase: Quando casar, sara?

O que significa dizer que muitas pessoas acreditam piamente que ao se casarem serão capazes de consertar os defeitos e manias do parceiro, que o parceiro será transformado na pessoa idealizada e desejada!

Os problemas entre o casal começam no momento em que não existe a aceitação do outro como ele é mesmo, ou seja, quando começamos a exigir do outro aquilo que NÓS queremos sem perguntarmos se ele quer ou não, se ele está ou não disposto a fazer o que queremos. Tudo começa quando não há respeito mútuo!

Cada um é o que é… Uma pessoa só será capaz de mudar se ele (ela) mesmo quiser, não se NÓS quisermos. Por mais que desejemos isso, é humanamente impossível mudar alguém caso ele (a) não queira! Ou aceitamos o outro como ele é, com suas qualidades e defeitos, ou então o casamento desmorona!

Olga Inês Tessari – Psicóloga e Psicoterapeuta, amiga e colaboradora do Cada Dia

www.ajudaemocional.com

Comentários