Exame médico para exercícios
17 de fevereiro de 2016
Tudo tem um preço
17 de fevereiro de 2016

Que calor! Saiba como ajudar seu cão durante o verão

Estimule a tranquilidade do seu cãozinho

Se nós, humanos, já sofremos com as altas temperaturas do verão, imagine a vida dos amigos caninos nessa época do ano. A sensibilidade dos cães é diferente da nossa e depende muito da raça e do tipo de pelagem. No geral, os cachorros sentem mais calor – e mais frio também, principalmente os pets de pelo curto – do que as pessoas.

“Além de causar desconforto, a hipertermia pode provocar convulsões e, nos casos mais extremos, levar o cãozinho à morte”, diz o veterinário Artur Fernandes, que atende no bairro de Perdizes, em São Paulo.

Artur afirma que a falta de cuidados dos donos é um problema grave, e que, infelizmente, é muito comum no verão. “Medidas básicas, como não deixar o animal no jardim, exposto ao sol, nos dias de calor intenso, muitas vezes, não são tomadas. A hipertermia é extremamente prejudicial à saúde do cão e causa muito sofrimento, pois os cachorros têm um mecanismo diferente do nosso para regular a temperatura do corpo. Eles não transpiram”, afirma.

Os cuidados devem ser ajustados ao tipo de animal que se tem em casa. Raças típicas de regiões mais frias, como Husky Siberiano, Bernese e São Bernardo, têm dificuldades naturais de adaptação ao verão devido à pelagem densa, devendo receber cuidados reforçados. Já pugs e buldogues ingleses, mais propensos à obesidade, também podem sofrer com o calor.

Sete dicas de Artur Fernandes para aliviar o calor do seu cão:

1) Não force passeios: apesar de importantes para liberar a energia do cão e mantê-lo saudável, os exercícios físicos aumentam a temperatura corporal e podem ser um perigo para o cão.

2) Estimule a tranquilidade: essa dica complementa a anterior. Ajude seu pet a se manter calmo, sem atividades que o deixem muito agitado.

3) Crie espaços frescos: é importante que o cão tenha uma área de fácil acesso para se refrescar. Se a casa tiver jardim, uma opção é mudar a casinha do mascote de lugar, para debaixo de uma sombra ou próximo à varanda da casa.

4) Água em abundância: espalhe potes de água pelo ambiente ocupado pelos peludos, para que eles sempre tenham como se hidratar facilmente. Lembre de trocar a água várias vezes ao dia, mantendo o líquido sempre fresquinho.

5) Dê banhos frios: naquelas dias de calor mais intenso, se o seu cachorro parecer muito debilitado e ofegante, dar um banho frio ajuda a aliviar o mal estar.

6) Ar condicionado: nos passeios de carro, principalmente nos mais longos, deixe o ar condicionado ligado. Ao sair do veículo, nunca deixe o bicho sozinho, mesmo que as janelas estejam abertas.

7) E, por último: mantenha a tosa em dia! No entanto, jamais aumente a frequência do corte sem consultar o veterinário primeiro. Como cada raça tem seu ritmo e suas necessidades específicas, é importante ter auxílio profissional para encontrar um equilíbrio nos cuidados.

Rafael Pinto
https://br.noticias.yahoo.com/blogs/vida-cao/que-calor-saiba-como-ajudar-seu-cão-durante-131849156.html

Comentários