O melhor amigo de seu filho
18 de abril de 2018
A beleza dos cacheados
2 de maio de 2018

Que idioma é esse?

Lendo a Revista Educar da Appai, informação profissional de educação, me deparei com um artigo que achei bem interessante o qual publico aqui.

Mapa interativo on-line exemplifica o som das línguas faladas nos quatro cantos do planeta

O tamanho do Brasil já prova que somos um país repleto de diversidade. E quando falamos em sotaques, conseguimos identificar claramente de qual região uma determinada pessoa é: se é do Sul, do Nordeste ou até mesmo do Rio de Janeiro com seu chiado nas palavras que terminam com a letra s. Mas o que muitos alunos não sabem é que esse fenômeno cultural acontece pelo mundo todo. Se você ouve uma pessoa falar inglês consegue sugerir de qual região ela é? Ou melhor, será que o dela é dos EUA, da Inglaterra ou da Austrália? O site chamado Localingual reúne uma série de gravações que ajudam os estudantes de línguas a compreender como é a pronúncia de cada lugar, falando o nome de seu país e sua capital.

Com ele é possível ouvir não só as diferenças entre o português de um gaúcho e o de um paraibano, mas também entre um falante de espanhol da Espanha ou do México. As diferenças territoriais na forma como se fala são suficientes para constituir dialetos. No Brasil, por exemplo, há o dialeto recifense, falado na região metropolitana do Recife; o dialeto caipira, empregado em partes de São Paulo, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Goiás e Paraná; e o cearense.

Para quem não conhece uma língua, compreender e se acostumar com essas diferentes formas de falar pode ser tão difícil quanto aprender uma nova gramática. Foi a partir dessa premissa que David Ding, ex-engenheiro de softwares da Microsoft, criou um mapa interativo on-line no qual é possível ouvir trechos de falas de pessoas de diversas regiões do globo.

O site mostra um mapa-múndi com todos os países. Conforme se dá um zoom na imagem, as divisões administrativas internas (Estados, no caso do Brasil), assim como algumas das principais cidades, são destacadas. Ao clicar nelas é possível ouvir mais de 18 mil sons de vozes locais.

Outra descoberta útil são as frases comuns de conversação que são oferecidas ao lado de cada idioma, onde homens e mulheres apresentam alguns cumprimentos ou fórmulas com seu sotaque correspondente. Os internautas têm a oportunidade de votar para confirmar a adequação de uma frase ou de outra.

Segundo o criador do Localingual, o objetivo é fazer com que o site, que é mantido à base de doações, se transforme em uma “Wikipédia das línguas e dialetos”, que poderia ser consultada por qualquer interessado em aprender a pronunciar as palavras de acordo com a região do mundo.

Para conhecer o site acesse:

 

 

Fonte: Revista APPAI

Comentários